Educação: Itaberaí ganha Colégio Militar

04/05/2015  

Estudantes de Itaberaí e região terão uma importante opção na hora de escolher a futura escola. Com uma emenda do deputado Jean ao Projeto de Lei 198/2015, de autoria do governador Marconi Perillo (PSDB), a cidade passa a contar com um Colégio Militar.


Uma reunião para discutir a implantação do colégio está prevista para ocorrer na próxima quinta-feira, 7, no CAIATI, às 17 horas. O encontro deve reunir o deputado, representantes das escolas e do alto escalão da Polícia Militar, além da população itaberina.


A ida de um colégio gerido pela Polícia Militar (PM) para Itaberaí só foi possível por causa do trabalho do deputado. Originalmente, o texto da lei apenas transformava a 39ª Companhia Independente da PM de Itaberaí em Batalhão – a 34ª no estado – o que deve levar mais policiais e viaturas para a cidade. Quando o projeto chegou à Assembleia Legislativa, Jean apresentou uma emenda que cria o colégio em sua terra natal.

Os colégios militares são destaques em todo o estado e até em nível nacional. Itaberaí e região dão um passo importante em Educação com a nova unidade. Sabemos que a cidade tem bons números nos índices que medem a qualidade do ensino, entretanto, a partir de agora, o salto qualitativo poderá ser maior e mais rápido”, disse.


Pedidos

Por ser público e ter ótimos índices de desempenho dos estudantes em grandes seleções, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como citou o deputado, o Colégio Militar é objeto de desejo.

Vários prefeitos e deputados pedem diariamente ao governador a instalação de uma unidade em seus municípios, porém, apenas alguns foram criados ou autorizados nas principais cidades do Estado, entre eles Anápolis, Aparecida de Goiânia, Formosa, Goianésia, Jataí e Goiânia. E, agora, Itaberaí.

O governador Marconi dá esse presente para Itaberaí. Juntos, vamos buscar as melhorias que a cidade precisa”, afirmou Jean.

  

Educação

Segundo a subsecretária da Educação em Itaberaí, Maria do Socorro Cordeiro de Toledo e Costa, é preciso ressaltar que o ensino será o mesmo aplicado nas escolas estaduais. “O Colégio Militar vai dar continuidade as mesmas propostas pedagógicas da Secretaria da Educação, que trabalha com o Pacto da Educação. O diferencial é que reforça ainda mais o trabalho com a indisciplina, que já é feito há algum tempo nas nossas escolas”, reforça.


Ainda não foi definido onde o Colégio Militar será implantando, mas a Escola Estadual Benedito Pinheiro de Abreu, que fica ao lado da Igreja São Sebastião, é um forte candidato. De acordo com a subsecretária, detalhes sobre o novo colégio – como o número de vagas que serão abertas, por exemplo - só serão conhecidos após reuniões entre a Secretaria de Educação e a Polícia Militar.

Foto: aredacao.com.br

 


 

 

Compartilhe:

 



 

Comentários: