Suspeito de assassinar mãe e filha é preso
Ontem (12) por volta das 21h45min, a Polícia Militar (PM), um oficial de Justiça com o mandado de prisão e o vaqueiro Winislei Braga Filho, de 27 anos, chegaram à Delegacia de Investigações de Homicídios na capital goiana. Foi o fim da fuga do assassino confesso da adolescente Josefa Humberlândia Vieira, de 15 anos, suspeito também de matar a filha do casal, o bebê Pâmela Eduarda Fernandes Braga, de 7 meses, na sexta-feira (08), em Itaberaí.

 

Após dois dias viajando (em fuga) de moto pelo meio do mato, ele foi para a casa da irmã, a pastora Nélia Braga, em Luziânia, onde foi preso na tarde de ontem (12), escondido em baixo da cama. Ao chegar na Homicídios ele disse que (embora não houvesse sinais de cortes), a criança tinha sido agredida pela mãe, “com um facão” quando ele estava tirando leite, “Por isto matei ela com um tiro na cabeça”. Questionado porque abandonou a criança com vida na estrada, junto ao corpo da mãe, ele disse que achou que o bebê tinha morrido.

 

Esta versão foi repetida às equipes da PM que cercaram a casa, sob o comando do tenente João Jacob de Araújo, do 6º Batalhão da cidade de Goiás. Winislei foi perseguido por equipes do serviço de inteligência do batalhão em Itaguari e Luziânia, desde a noite de sexta.
 

O crime

 

O bebê, covardemente assassinada por quem deveria cuidar.

O bebê, covardemente assassinada por quem deveria cuidar.