Idoso e outros três são presos por uso de documentos falsos em Itaberaí

26/10/2018

Quatro homens foram presos suspeitos de utilizar documentação falsificada, na tarde desta quinta-feira (25), em Itaberaí, município localizado a 103 quilômetros de Goiânia. Segundo a Polícia Militar (PM), dentre os suspeitos havia um idoso de 68 anos com histórico pelo crime de estelionato.

De acordo com a corporação, durante patrulhamento, uma equipe da PM se deparou com um VW Santana, cor cinza, placa de Formosa, em atitude suspeita no centro da cidade. Após abordagem, foram identificados Antônio Alves Bandeira, 68; Gleidson da Silva de Castro, 31; Jeferson Araújo da Silva, 19; e Orlando Ferreira de Carvalho, 31. Com os homens, a PM encontrou várias carteiras de identidade e de trabalho, formulários para preenchimento de dados pessoais e R$ 2.363 mil em espécie.
 

O capitão Luciano Pereira Lima explica que o grupo agia na região do Entorno de Brasília. “O levantamento preliminar é que o grupo é oriundo do município de Formosa, mas também tinha atuação no Distrito Federal (DF). O idoso havia sido detido pela mesma tipificação criminal no dia 23 de setembro em Uberlândia. Ele possui diversas passagens por estelionato”.

Segundo a PM, os suspeitos apresentaram identidade e carteira de trabalho com informações divergentes. Ao serem questionados sobre o motivo de portarem documentos falsos, os suspeitos responderam que aplicam golpes na Previdência Social para o recebimento do Programa de Integração Social (PIS).

Segundo Josy Guimarães, delegada responsável pelo caso, o quarteto foi autuado pelo uso de documentos falsos. Um inquérito foi instaurado com o intuito de localizar vítimas do grupo e testar a legalidade da documentação apresentada.

“Eles não quiseram nos falar  sobre a verdadeira razão do grupo apresentar documentação falsa e nem sobre a atuação dos integrantes. Disseram que iam falar apenas em juízo”, disse Josy Guimarães.