Mulher de 74 anos que tentava obter benefícios com documentos falsos é presa em flagrante na cidade de Itaberaí
 

31/01/2020


Com documentos falsos, ela tentou restabelecer um benefício assistencial para sacar R$ 16 mil em parcelas atrasadas

 

Uma mulher foi presa, na última quinta-feira (30), ao tentar restabelecer um Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) na Agência da Previdência Social de Itaberaí (GO), utilizando documentação falsa. Se o benefício fosse restabelecido, seriam pagos cerca de R$ 16 mil em valores atrasados.

 

A prisão foi efetuada pela Polícia Militar de Goiás, que conduziu a mulher e a pessoa que a acompanhava para a Superintendência da Polícia Federal, na capital goiana. Além dos valores atrasados, a ação evitou um prejuízo de R$ 169 mil, considerando pagamentos futuros que seriam indevidamente feitos à suposta beneficiária.

 

A tentativa de fraude foi descoberta graças a servidora do atendimento da Agência da Previdência Social(APS) de Itaberaí que se deparou com o caso e levantou suspeita da documentação apresentada e cooperação dos servidores da  Agência do INSS de Itaberaí e Gerência Executiva do INSS de Anápolis.