Votação para Conselho Tutelar de Itaberaí.
Ontem, 21 de novembro, aconteceu a votação para conselho tutelar de Itaberaí, cada eleitor podia votar até em 05 candidatos, neste processo eleitoral podia votar qualquer eleitor de Itaberaí, desde que portando os documentos pessoais como Título de Eleitor e Carteira de Identidade, a votação foi realizada nos colégios BPA e Irani Costa.

Ao todo 14 candidatos disputaram as 05 vagas a conselheiro Tutelar(confira a votação abaixo), onde tivemos 1.995 eleitores votantes, 6.201 votos, 6.186 votos válidos, 8 votos em branco e 07 nulos, em média cada eleitor votou em 03 candidatos.


Votação conselho Tutelar Itaberai(2010-2012)
Canditados Votos Situação
Diego Morais 867 eleito
Denis Carvalho 678 eleito
Márcia Martins 620 eleito
Kauê Guerreiro 559 eleito
Sulyan Mizraimi 531 eleito
Apolonia Mesquita 501 suplente
Ivanêz Bezerra 417 suplente
Luiz Antônia Santos 376 suplente
Warley Souza 341 suplente
Benedita Elizabete 340 suplente
 Vilma Ferraz da Maia  297  não classificado(a)
 Eder Camargo  289 não classificado(a)
 Karina Ribeiro  241 não classificado(a)
 Maria Galiza Santiago  126 não classificado(a)


A posse dos candidatos eleitos está previsto para o fim de Dezembro e início de Janeiro e os conselheiros terão 03 anos de mandato. 


Afinal o que faz o conselho Tutelar?

O Conselho Tutelar é um órgão responsável em fiscalizar se estão sendo cumpridos os
direitos previstos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, o ECA. O Conselho Tutelar é constituído por cinco Conselheiros que são devidamente escolhidos pela comunidade local e assim cumprem um mandato de três anos. Esses Conselheiros são as pessoas responsáveis por fazer valer os direitos das crianças e dos adolescentes e dar encaminhamento adequados para a solução de problemas relacionados aos mesmos, mas também existem outras pessoas que fazem parte desse órgão que auxiliam tais processos em conjunto com os Conselheiros. Os casos que podem e devem ser encaminhados para o Conselho Tutelar são aqueles de discriminação, exploração, negligência, opressão, violência e crueldade que apresentem como vítimas as crianças ou adolescentes. Assim que recebem uma denúncia de violação de qualquer direito de uma criança ou adolescentes, o Conselho Tutelar como um todo passa a acompanhar o caso devidamente, para assim definir a melhor maneira de resolver de resolver o problema e devolver ao indivíduo o direito de poder ususfruir de tudo aquilo que está previsto em lei, ou seja, no Estatuto da Criança e do Adolescente. Caso os pedidos não sejam atendidos, o Conselho Tutelar tem como papel também encaminhar o caso ao Ministério Público, para que assim sejam tomadas todas as providências jurídicas necessárias.