Jean Carlo toma posse na GoiásFomento
10/05/2011  15:37

O presidente da Subseção da OAB-GO de Itaberaí, Jean Carlo dos Santos, tomou posse, na manhã desta terça-feira (10), como diretor de Desenvolvimento e Projetos da GoiásFomento. A solenidade de posse da nova diretoria ocorreu no edifício-sede do órgão e teve a participação de cerca de 200 lideranças políticas e empresariais. O vice-presidente da OAB-GO, Sebastião Macalé, compareceu ao evento representando a seccional goiana.

Assumiram seus cargos também Luiz Maronezi (diretor-presidente), Alair Rocha (diretor administrativo-financeiro) e Álvaro Fonseca Reis (diretor de operações). O presidente do Conselho de Administração, Giuseppe Vecci, lembrou que a nova diretoria tem a missão de estabelecer novas linhas de financiamento, atingindo setores populares e as prefeituras goianas. (com informações da assessoria de imprensa da GoiásFomento).

Entenda o que é a GoiásFomento

A Agência de Fomento de Goiás S/A é uma Empresa de economia mista de capital fechado, supervisionada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil, jurisdicionada à Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento – SEPLAN, tendo o Estado de Goiás o seu controle acionário, por ser acionista majoritário. É regida pela Lei nº 6.404/76 – Lei das Sociedades Anônimas, por seu Estatuto e Regimento Interno.
 

A Agência de Fomento de Goiás S/A exerce suas funções e desenvolve suas atividades em estreita colaboração com os órgãos governamentais e entidades privadas envolvidos com o processo de desenvolvimento do Estado, de forma a harmonizar, compatibilizar e potencializar as respectivas ações.
 

Para perfeito entendimento da estratégia a ser implementada, foram determinados os eixos básicos, sobre os quais estão estruturadas as ações de fomento que têm como objetivo maior a implantação, a manutenção e o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, assumindo assim uma grande função social.
 

Igualmente, foram definidas as dimensões a serem consideradas na elaboração e/ou análise de ações e projetos.
 

Para se alcançar a inserção do ser humano ao contexto sócio-econômico, é necessário não só disponibilizar recursos para investimentos, como também organizar idéias, educar, realizar intercâmbios, facilitar o acesso ao conhecimento e a novas tecnologias.
 

Desta forma, estão estabelecidas as linhas de trabalho e as ações a serem implementadas pelo Governo do Estado.
 

A política de desenvolvimento da agência está sustentada por seis macro-programas específicos por área de atuação.
 

Sucesso para o novo diretor Jean Carlo.


Fonte:OAB Goiás com modificações