Etapa regional da Consocial em Itaberaí já tem 56 inscritos

25/08/2011  09:40

A primeira etapa regional da Conferência sobre Transparência e Controle Social (Consocial) a ser realizada em Itaberaí no dia 2 de setembro já tem 56 pessoas inscritas de vários municípios das regiões Noroeste e Metropolitana de Goiânia. O evento ocorrerá no Salão da Maçonaria (Rua Olavo Bilac, nº 1, Centro, próximo ao Colégio Estadual Rocha Lima), a partir das 9 horas. As inscrições continuam abertas no site www.cge.go.gov.br/consocial, podendo ser feitas também no dia do encontro. 

Por ter caráter regional, a reunião de Itaberaí deverá reunir pessoas de 33 municípios das regiões Metropolitana de Goiânia e Noroeste de Goiás. Podem participar trabalhadores, empresários, profissionais liberais, lideranças classistas, igrejas, clubes de serviços, escolas, associações e pessoas da sociedade. Nas etapas regionais e municipais, os participantes debatem os temas propostos, quais sejam transparência pública com acesso às informações e dados oficiais, controle da gestão pública, atuação dos conselhos como instâncias de controle e diretrizes para prevenção e combate à corrupção. Também serão retiradas propostas e indicados delegados para a etapa estadual que será realizada em Goiânia nos dias 10 e 11 de novembro deste ano. Também será realizada a Conferência Nacional, no período de 18 a 20 de maio de 2012, em Brasília. 


Para o encontro de Itaberaí estão sendo mobilizados os municípios de Abadia de Goiás, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Caturaí, Goianápolis, Goiânia, Goianira, Guapo, Hidrolândia, Inhumas, Nerópolis, Nova Veneza, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Teresópolis de Goiás, Trindade, Araçu, Araguapaz, Aruanã, Faina, Goiás, Guaraíta, Heitoraí, Itaguari, Itaguaru, Itapuranga, Itauçu e Matrinchã.


Transparência


A Consocial tem como objetivo estimular a sociedade a exercer seu direito de acompanhar a gestão pública, propiciando meios de acesso mais eficazes aos dados da administração, de modo a ampliar a transparência no serviço público. Para isso é preciso envolver e preparar a sociedade, cuja ação se torna mais eficiente por meio de conselhos e entidades organizadas que, em última análise, se tornam instâncias de controle social, contribuindo para o combate à corrupção.


A convocação da Consocial pelo poder público é uma ferramenta de fomento à participação social, iniciativa que tem por finalidade institucionalizar a participação da sociedade nas atividades de planejamento, gestão e controle das políticas públicas. É um momento de reflexão que permite a avaliação de ações realizadas e o aprofundamento da discussão a respeito das ações governamentais, com mais eficiência e transparência no uso dos recursos públicos. 


(CGE -3201-5372)