Itaberaí dá início aos trabalhos de combate a dengue
 23/01/2012    08:00

Com o período chuvoso aumentam as possibilidades de proliferação do mosquito da dengue. Preocupada com a situação a prefeitura de Itaberaí deu início aos trabalhos de combate à doença, em campanha lançada na Praça do Terminal do Trabalhador, no Setor Fernanda Park, com a presença do prefeito Dr. Benedito Caetano de Araújo. A ação dos agentes de combate às endemias também envolve a coleta do caramujo africano, e tem como lema “O meu quintal está limpo e o seu?”.

 

“As campanhas começam em rede nacional logo após este período de chuvas, e é necessário fazer um intenso trabalho de combate e prevenção a dengue”, alerta a secretário de Saúde do município. Segundo ela, é dever e interesse de todos que o foco de proliferação do mosquito seja eliminado, uma vez que a dengue é uma doença séria e pode até matar. A mobilização de trabalho envolve o poder público, o poder executivo, o poder legislativo e principalmente a população.

 

Segundo o prefeito, Dr. Benedito, a cidade foi dividida em cinco regiões de trabalho. Os agentes de saúde passarão pelas residências nas segundas e terças-feiras, orientando a coleta do lixo e entulhos e distribuindo sacos de lixo para que na quarta, quinta e sexta-feira a equipe de coleta de lixo passe recolhendo o lixo retirado pelos moradores. “Os agentes de saúde são os atores principais desta campanha, pois são as pessoas que estarão lidando diretamente com a população”, ressalta.

 

Além dos agentes de saúde, também estão envolvidos os agentes do Programa de Saúde da Família (PSF) e da FUNASA, que irão de casa em casa conscientizando as mães, as famílias para se prevenir contra o foco da dengue e também contra o caramujo africano, que também é um forte causador de doenças graves. “Estamos felizes com esta campanha, com este trabalho e tenho certeza que com esforço de cada agente de saúde, de cada parceiro nós vamos juntos erradicar o mosquito da Dengue e o Caramujo Africano”.

 

Ele explica que o trabalho de prevenção e combate a dengue tem que ser uma atividade diária e rotineira para todos. “O ato preventivo depende de todos nós. Matar o mosquito é fácil, difícil é eliminar o foco”, disse a diretora do Núcleo de Vetores da FUNASA, Márcia Chaveiro. Não só nesse período de campanha e não só com o auxílio de agentes de saúde, vamos todos ficar atentos aos cuidados e medidas que podem ser tomadas para ajudar a combater.

Como combater a Dengue

 

·        Colocar o lixo para fora no dia especifico para coleta dos caminhões da prefeitura e não antes ou após;

·        Colocar o lixo na calçada ou nas lixeiras, e nunca na beira do asfalto, nas ilhas, e praças para evitar que as águas da enxurrada leve este lixo e entupa os bueiros e as valas de escoamento de água.

·        Fechar e tampar as calhas e caixas d’ água.

·       
Entregar os pneus nas borracharias, pois toda quarta-feira o caminhão da prefeitura irá passar para recolher e dar o destino adequado para estes pneus.

·       
Guardar garrafas com a boca virada para baixo;

·       
Jogar fora todo entulho e embalagens que ficam espalhadas pelo quintal em sacos plásticos.

 

Como identificar o verdadeiro caramujo-gigante africano?

 

·         Como se sabe, os caramujos em geral gostam de locais úmidos e sombreados. Por isso, ao iniciar a busca do caramujo africano em seu quintal, verifique bem os cantos dos muros, as paredes onde não bate muita luz e os lugares em que possa haver acúmulo de galhos, restos de poda, folhas, madeiras, etc.

·       
Também são locais muito propícios os restos e construção, entulhos e, em especial os tijolos furados.

 

 

Como recolher o molusco?

 

·         A orientação é para os próprios moradores façam o recolhimento dos moluscos e, munidos de luvas descartáveis para não ter contato com o caramujo, os coloquem em recipientes com tampa.

·       
Para exterminar este caramujo, é necessário queimá-lo completamente, pois, caso contrário, os vermes continuam no local.

·       
Manuseie e colete o caramujo com a proteção de luvas ou sacos plásticos (verifique se o saco e as luvas não estão furados).

·       
Não coma, não beba, não fume e não leve a mão à boca, durante o manuseio do caramujo.

·       
Caso queira comer, beber ou fumar, tire as luvas e lave as mãos após ter tido contato com o caramujo.

·       
Para exterminar os caramujos, mantenha-os dentro de dois sacos plásticos e pise em cima com calçado adequado (tênis ou botas) para quebrar as conchas.

·       
Lave as mãos após esses procedimentos.

 

Cuidados extras:

 

·      Para evitar que os caramujos africanos presentes em propriedades vizinhas cheguem ao seu terreno, prepare uma mistura de sabão em pó e água, formando uma calda forte, e espalhe sobre o muro.

·       
Refaça esse procedimento a cada 3 semanas ou após cada chuva.

·       
Para ingerir verduras, frutas ou legumes de plantações que suspeite apresentar a presença de caramujos africanos: observe se as folhas e frutos estão inteiros, ou seja, se não forem comidos por caramujos.

 

Prevenção

 

·        Deixe as verduras, frutas e legumes mergulhados em uma mistura contendo 01 colher (sopa) de água sanitária para 01 litro de água, durante trinta minutos.

·       
Enxágüe muito bem antes de comer.