Incêndio no Fórum da Comarca de Itaberaí acaba na prisão de 3 suspeitos
25/01/2012  16:00  


Grupo formado por André(19), Junior(34) e Marcelo(20) foi contratado pelo Advogado Luiz Martins Neto(41), que encontra-se foragido, o mesmo ofereceu a quantia de R$15.000,00 ao grupo para incendiar o prédio do Fórum da Comarca de Itaberaí .


O advogado que conhece a pessoa de Junior a bastante tempo, vez que efetuou a sua defesa em outros processos criminais. Marcelo, por sua vez, é suspeito de trabalhar para Junior na venda de drogas na cidade de Senador Canedo, enquanto que André, a pouco tempo passou a residir com Junior e é suspeito de colaborar com o mesmo na venda de drogas naquela cidade.


No final de semana dos dias 03 e 04 de dezembro de 2011, se deu, pela primeira vez a tentativa do grupo, mas os mesmos não obtiveram sucesso, vez que o fogo não se propagou e apenas queimou a parte externa do prédio, ou seja, o muro.


Na data de 02/01/2012, o advogado Luiz teria vindo à Itaberaí na companhia de André e este, por volta das 22h, teria despejado uma garrafa de gasolina dentro da escrivania cível do Fórum desta comarca, o que provocou a queima vários processos.


A motivação do crime se deu pelo fato do advogado Luiz, que o defensor de diversos traficantes presos na cidade de Itaberaí na Operação Pedra Brilhante realizada pela Polícia Civil em Junho de 2011, ocasião em que mais de 30 pessoas foram presas em todos Estado, bem como apreenderam uma tonelada de maconha, dinheiro, armas de fogo e apetrechos para o tráfico de droga. Operação que foi noticiada pelo site Portal Itaberaí.


Os envolvidos acima mencionados, responderão pelos crimes de incêndio(art. 250 do Código Penal – pena: reclusão de 3 a 6 anos) e de inutilização de processo(art. 337 do Código Penal – pena: reclusão de 2 a 5 anos).

*Foto meramente ilustrativa