Caminhada Política no Setor Fernanda Park em Itaberaí, acaba em confusão.

18/08/2012  10:50

Durante uma caminha política pelas ruas do Setor Fernanda Park nesta sexta-feira (17), realizada pelo partido do DEM (25) e partidos coligados, um veículo usado para divulgação automotiva e contratado pelo partido de oposição, partido PRTB (28) do candidato Roberto Silva(Roberto do Mercadão) começou a transitar em meio aos participantes da caminhada, causando transtornos e situações de risco a quem estava na rua.

A Polícia Militar foi acionada pelos moradores do Setor e pelos participantes da caminha. Atendendo o
chamado, via COPOM, o SGT Deusdete e o SGT Andrade abordaram o condutor do veículo solicitando ao motorista que apresentasse sua documentação pessoal e a documentação do veículo. "Isau..." V. (39) se recusou a fazer sua identificação à PM. Quando foi convidado a dirigir-se para DP para identificação e estava indo em direção à viatura o mesmo, voltou atrás dizendo que não entraria na viatura, desacatou os PM´s, afirmando que os policiais não seriam capazes de conduzi-lo ao DP, porque na polícia militar não teria homem o suficiente capaz de levá-lo. E ainda bastante exaltado pronunciou ameaças contra os oficiais sobre a situação: “Isso não vai ficar assim”.

Devido à resistência em acompanhar passivamente a PM até a Delegacia de Polícia e por sua atitude de desrespeito aos Policiais Militares, o motorista foi algemado, preso em flagrante por desacato e teve sua CNH apreendida. O procedimento normal seria a realização do TCO na Delegacia de Polícia e o senhor "Isau..." só seria liberado mediante pagamento de fiança. Mas, devido a greve da Polícia Civil, o mesmo foi entregue sob responsabilidade de seu advogado, e deve esperar ser chamado pelo juiz. O veículo, um Chevrolet D 20 (branco) no nome de Wagner A. Rosa, que está com a documentação irregular (vencida) se encontra a disposição do juiz no pátio da 39º CIPM de Itaberaí.

Segundo uma testemunha de toda atitude do motorista e ação da Polícia Militar a situação de imprudência no trânsito poderia ter gerado consequências ainda piores:
“O condutor da caminhonete com o som do 28, passava na rua. Nós fazendo a caminhada e ele passando e provocando. E a polícia chegou na hora, foi pacifica. E desacatou a polícia. E eles, os policiais, agiram de acordo com a Lei. Tinha mais de um carro tentando tumultuar a caminhada, mais ou menos uns 5 carros, a caminhonete era o que mais queria passar no meio do povo, os outros carros ficavam rodeando. O fato de ele ficar passando no meio do povo colocou em situação de muito risco as pessoas, porque tinha muita gente na rua, a caminhonete daquele tamanho, ele ficava passando, todo mundo de costas e o barulho tava muito alto alguém podia não escutar e ele passar por cima. Ele foi muito negligente, além de desacatar a polícia, ficar ali provocando o pessoal. E ali tava todo mundo tranquilo mais de repente alguém poderia ficar nervoso com a situação e brigar com ele também. Ele foi
muito agressivo.”
(depoimento de uma das testemunhas presentes na DP)


"Isau..." V. - Sargento Deusdete 39 CIPM



Carro de som(Chevrolet D 20) apreendido no pátio da 39 CIPM



Por Sílvia Jacomini