Horário de verão termina à 0h deste domingo, 17! Atrase à meia-noite o seu relógio para às 23h.

16/02/2013


Os 119 dias de vigor do horário de verão vão resultar em economia de 4% no consumo de energia nos períodos de ponta do sistema, segundo análises preliminares da Companhia Energética de Goiás (Celg). A estimativa representa diminuição de 70 MW consumidos nos horários de pico, o que é equivalente as demandas das cidades de Rio Verde e Jataí. Quanto à redução de energia, o valor estimado, nos 119 dias do horário de verão, foi da ordem de 0,2%, ou seja, 2.400 MWh/mês.

Já o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) estima que dos dias 21 de outubro a 17 de fevereiro haverá uma redução de demanda na ordem de 4,1% nas regiões Sudeste/Centro-Oeste, em torno de 1.740 MW, o que equivale a metade da carga da cidade do Rio de Janeiro.

Já na região Sul a redução deve ser de 4,3%, ou 515MW, equivalente a 60% da carga da cidade de Curitiba, enquanto no Tocantins a previsão de redução é de 4,0% ou 11MW. Aproximadamente 13% da carga da cidade de Palmas. Quanto à redução de energia, será de 0,5%, tanto nas regiões Sudeste/Centro-Oeste, Sul e no Tocantins.


Vale lembrar que o horário de verão não é pra economizar energia. O Motivo é evitar sobrecarga no sistema nos horarios de picos que é das 18 à 21 horas, o consumo de energia elétrica é muito mais alto do que nos outros horários. Isso porque estão funcionando ao mesmo tempo, além das fábricas, a iluminação pública, a iluminação residencial, vários eletrodomésticos e a maioria dos chuveiros. Este é o chamado horário de pico (horário de ponta) de consumo de energia elétrica. 

Exemplo de Itaberaí onde a maioria dos Agricultores/Irrigantes que possuem pivôs em suas fazendas, utilizam a energia na madrugada, entre às 21h30m às 6h do dia seguinte, período chamado de "Horário Reservado" e assim os mesmo conseguem junto a CELG desconto de energia em torno de 80%(Grupo A). Esse desconto é examente para incentivar o consumo de grandes demandas em Horários em que o sistema esta tranquilo.


Compartilhe:


 



Comentários: