Caramuru


03/12/2013


Bem vindos a coluna “A Cria”, aqui ressaltaremos artistas locais e a cultura de nosso município, além de conter:  Poesias, Versos, Música e teatro. A coluna também irá divulgar eventos literários que aconteceram em nossa cidade.

 

Caramuru

 

José Caramuru Brandão Nasceu em Itaberaí, em 06/02/1933. Filho de Otacílio Augusto Brandão e de Benedita Caetano Brandão. Aos 12 anos começou a pintar com os dedos, pois não tinha como comprar os pincéis. Foi morar na casa do Senhor Dito Monteiro (pai de Honestino Monteiro Guimarães, ex. presidente da UNE), com quem acabou de aprender a pintar. Com a família Monteiro aprendeu a jogar xadrez e a ver a vida de uma maneira evoluída. Caramuru foi acolhido na casa do Senhor Dito Monteiro. Aos 22 anos, a convite do Sr. Geraldo Adorno, foi trabalhar em uma loja na cidade de Mossâmedes, e lá viu umas Senhoras colando areias coloridas com grude em cartolinas, ou seja, pintando com areia. ( Senhoras : Maria Arruda Brito, Francisca Nunes Camargo e Nise Abrantes). Na época não deu importância a essa técnica, pintava a óleo, fazia letreiros em paredes, placas e faixas. Só no início da década de 70 é que ele se despertou pela pintura com areias, técnica que não usa tintas e sim areias coloridas e cola, e foi com essa nova maneira de criar arte, que ele ficou conhecido. Caramuru tem hoje quadros por todo Brasil e em 22 países. Já participou de exposições em Itaberaí, Goiânia, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, etc. Expôs várias vezes na Fundação Jaime Câmara e Dona Célia Câmara o prestigiou muito. Dona Terezinha Alves Brandão (Dona Santa- Esposa de Caramuru), (Data de casamento – 17/07/1959) perdeu o companheiro de 50 anos, a Academia Itaberina de Letras e Artes, perdeu um membro, Itaberaí perde um de seus filhos ilustres e as artes plásticas em Goiás ficam órfãs.



Matéria: Diego Wander Martins Ináci
Contato:
https://www.facebook.com/diego.gny?ref=tn_tnmn




 

Compartilhe:


 



Comentários: