Estudo mostra que pessoas revelam informações cruciais no Facebook
Um estudo conduzido pela pesquisadora romena Sabina Datcu mostrou que pessoas tendem a revelar informações absolutamente sigilosas, como endereços e senhas, a desconhecidos no Facebook – desde que acreditem que tenham algo em comum com eles. Ela realizou a pesquisa com profissionais de TI e hackers. No estudo, 81% das pessoas revelam o nome de suas mães, 78% dos hackers também o fizeram. E 7% dos hackers deram suas senhas para a pesquisadora.


Login do Facebook (Foto: Reprodução)Sigilo no Facebook? (Foto: Reprodução)

Pode parecer inofensivo entregar informações familiares a desconhecidos, mas não é. Na mão de pessoas mal intencionadas, informações deste tipo podem virar recursos interessantes de engenharia social, que é uma forma de abordagem direcionada para arrancar de você, via um vírus por exemplo, informações mais sensíveis, como número do cartão de crédito e informações bancárias.

A pesquisa mostra que a discussão sobre privacidade em redes sociais, em especial noFacebook, está muito focada nos recursos da plataforma para impedir que informações confidenciais sejam aproveitadas pelo próprio Facebook ou caiam na mão de estranhos. Mas, eventualmente, o problema pode ser outro: as pessoas simplesmente tendem a não ter segredos e não fazer muita questão de sigilo.

Sabina conseguiu construir vínculos com 100 pessoas usando dois perfis falsos no Facebook. Segundo a pesquisadora, foi bastante fácil arrancar informações confidenciais destas pessoas.

Ela criou duas contas falsas como se fosse uma profissional de TI de 25 anos e passou a interagir com pessoas que tinham o mesmo perfil. Com a amizade criada na rede social com essas pessoas, Sabina foi capaz de descobrir informações pessoais, detalhes familiares e até mesmo senhas e seus endereços no mundo real.

Fonte: Baixaki.com.br